Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Turismo do Rio gera 16,5 milhões de receita

08/04/2016 em Notícias
De acordo com o subsecretário de Turismo, é necessário profissionalizar o segmento, criando mais oportunidades de negócios
Philipe Campello, subsecretário especial de Turismo da RioTur; Alexandre Cavalcanti, diretor de vendas da American Airlines e presidente do Comitê de Turismo e Negócios da AmCham Rio; Rodrigo Canto, gerente de vendas do hotel Hyatt e membro do comitê
O Comitê de Turismo e Negócios da Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro (AmCham Rio) recebeu Philipe Campello, subsecretário especial de Turismo da RioTur, nesta terça-feira (05/04). De acordo com o representante da prefeitura, o turismo gerou 16,5 milhões em receita direta para a cidade no ano passado, afetando 52 seguimentos da economia, mas ainda não conseguiu alcançar todo o seu potencial.


O turismo de negócios é o caminho apontado para atrair mais investimentos para o setor, que já está avaliando como será a ocupação da rede hoteleira após os Jogos Olímpicos. “A sazonalidade do turismo de lazer é um grande problema”, disse Campello. “Neste momento, os eventos de negócios estão em baixa pela proximidade da Olimpíada, como foi em todas as cidades no ano Olímpico, mas, depois dos jogos, deveremos apostar na captação de eventos corporativos.”


Para dinamizar o turismo de negócios no Rio de Janeiro, é importante profissionalizar o setor, investindo em melhorias de infraestrutura dos aeroportos e de transportes, além de diminuir custos de hospedagem e locação. “É 34% mais caro fazer um evento de negócio no Rio do que em São Paulo”, afirmou o subsecretário.


A prefeitura informa que investiu na ampliação de sua estrutura turística. “Em 2009, não havia site da secretaria de turismo e só tínhamos dois balcões de informação turística na cidade, que funcionavam apenas em horário comercial”, disse Campello. Hoje, o Rio tem uma marca e um site, o visit.rio, além de 14 balcões de informação, alguns funcionando 24 horas”, disse Campello.


Outra iniciativa importante, que faz parte das prioridades da AmCham Rio, é o avanço dos esforços para a entrada do Brasil no Global Entry Program e futura inclusão do País no Visa Waiver Program – contribuindo para a isenção integral e recíproca de vistos de viagens entre o Brasil e os EUA. Ambos os programas teriam consequências positivas para o turismo. De acordo com Campello, “até 2009, os americanos eram o maior mercado de turistas do Rio – hoje são o segundo. Desde 2010 são os argentinos. O impacto da isenção de vistos seria enorme”.


Entretanto, além da necessidade de melhorar a infraestrutura do Rio de Janeiro, a disseminação do Zika Vírus também tem um impacto negativo para o turismo. “Não temos dúvida que o vírus vai impactar o turismo para os Jogos Olímpicos. Já estamos percebendo isso nos cancelamentos”, enfatizou Campello. Os hotéis já percebem cancelamentos de reservas por causa do problema.


Fizeram parte da reunião do Comitê de Turismo e Negócios representantes da American Airlines, Consulado Americano do Rio de Janeiro, Grand Hyatt Rio de Janeiro, Hilton Barra, Rio Negócios, RioTur, Sheraton Barra, Ibeu, Sofitel Rio de Janeiro, Imagem Corporativa, Mundivisas, Mazars e TozziniFreire Advogados.


Veja as fotos da reunião: http://bit.ly/reuniaocomiteturismo

Saiba como foi a primeira reunião do Comitê de Turismo e Negócios: http://bit.ly/primeirareuniao
Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.