Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Resiliência, confiança e longevidade

31/08/2015 em Notícias
Presidente do Citi Brasil, Hélio Magalhães, comemora o centenário do banco reafirmando seu otimismo no País
Hélio Magalhães, presidente do Citi Brasil
Com a solidez de quem comemora o centenário no País, o Citi Brasil olha para o futuro com otimismo. De acordo com o presidente do banco, Hélio Magalhães, a volta do crescimento é uma questão de tempo.

A passagem do tempo até os momentos de bonança, porém, requer resiliência e confiança. Os que tiverem disposição, diz Magalhães, colherão bons frutos. Leia, abaixo, entrevista exclusiva para a Brazilian Business.


Brazilian Business: Quais são os principais aprendizados nestes cem anos de Brasil?

Hélio Magalhães: O Brasil é um país de dimensões continentais, e isso se reflete na complexidade da economia e nos desafios para se fazer negócios. Não existe nada que seja muito pequeno ou simples aqui, o que não é, definitivamente, um problema para o Citi, pois temos a capacidade única de entender diferentes cenários e culturas e nos adaptar. Estamos sempre aprendendo e evoluindo com o País, que mudou muito nestes últimos cem anos – na nossa visão, sempre para melhor. Acredito que tivemos muitos aprendizados relevantes, mas destaco a importância de ser resiliente, confiante e também de não se deixar abater em momentos difíceis. Quem está disposto a atravessar esses momentos e manter um compromisso firme de longo prazo certamente colherá bons frutos.


BB: O banco desembarcou no Brasil numa época de guerra mundial e tem a experiência de ter enfrentado diversas crises, desde então. Qual é a receita para superar as atuais incertezas?

HM: De fato, já atravessamos momentos complexos e desafiadores, com grandes mudanças, mas sempre nos mantivemos firmes. Acreditar no Brasil, no potencial da economia, das empresas e das pessoas do País é a chave para a perenidade do nosso negócio. Além disso, não existe nenhum outro banco que seja tão global quanto o Citi e que se adapte com tanta facilidade às particularidades de cada um dos mais de cem mercados em que estamos. Essa é uma competência que desenvolvemos em nossos dois séculos de história, desde que decidimos deixar de ser um banco de Nova York para ser um banco global, capaz de ajudar nossos clientes em qualquer parte do mundo. No Brasil, somos o terceiro banco em tempo de atuação ininterrupta, atrás apenas do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Isso é algo que poucas empresas podem comemorar.


BB: Qual é a visão de futuro do banco?

HM: Consideramos o Brasil um dos países prioritários para o Citi e estamos alinhados à estratégia global de crescer de forma orgânica nos mercados em que atuamos. O Brasil passa hoje por um momento de ajustes, mas vemos muitas oportunidades. Poucos mercados no mundo têm a dimensão e o potencial do País. É uma questão de tempo o Brasil retomar o crescimento, e quem apostar nisso poderá aproveitar todas as oportunidades que surgirão. Temos um compromisso de longo prazo aqui, e nosso objetivo é continuar a promover o progresso de pessoas e empresas nos próximos cem anos.


BB: De que maneira o banco quer ser reconhecido pelos clientes?

HM: Trabalhamos de forma incansável em várias dimensões do negócio para alcançar nosso objetivo de ser o principal banco para os clientes no segmento premium e o melhor parceiro de negócio para as médias e grandes corporações, nacionais e internacionais. Isso inclui atendimento personalizado e especializado, produtos e serviços diferenciados, expertise internacional e todos os atributos que apenas um banco global com alta qualidade de serviços pode oferecer.


BB: O Citi foi um dos fundadores da Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro, que completará 100 anos, em 2016. Como o banco vê a parceria com a AmCham Rio?

HM: A câmara desempenha um papel muito importante na promoção do diálogo empresarial e fortalecimento das relações entre Brasil e Estados Unidos. Uma economia como a brasileira precisa olhar para outros mercados para crescer, e não há dúvida sobre a importância que o mercado americano tem e que será ainda mais relevante nos próximos anos. O Rio é uma cidade especial para nós. Foi aqui que começamos, com a inauguração da nossa primeira agência em 5 de abril de 1915, e também foi aqui que abrimos nossa primeira flagship branch na América Latina. A AmCham Rio tem desempenhado um papel importantíssimo na inserção do Rio no cenário econômico nacional e mundial, o que para o Citi, como banco que faz negócios globalmente, é muito importante. Por isso valorizarmos bastante a parceria e esperamos que ela possa continuar rendendo bons frutos.
Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.