Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Estratégias no ambiente corporativo para combater a depressão

02/07/2015 em Notícias
Evento realizado pela AmCham Rio e o Vita Check-Up Center ressalta a importância da prevenção
Antonio Carlos Worms Till (em pé) faz a abertura do evento na AmCham Rio
Mudanças de humor repentinas, angústia ou fadiga na hora de trabalhar. Estes são alguns dos sintomas da depressão, uma doença da era moderna que, além de afetar a autoestima, prejudica a produtividade nas empresas. Especialistas da área médica e de recursos humanos debateram o assunto no evento “Depressão: Desafio Contemporâneo, Desafio Corporativo”, realizado na Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro (AmCham Rio), nesta quarta-feira (1º de julho), em parceria com o Vita Check-Up Center, empresa mantenedora da câmara.

“Precisamos estar atentos e oferecer condições de ouvir as pessoas, dar uma maior possibilidade de acolhimento, perceber fatores e sintomas que possam levar o quadro depressivo mais adiante”, disse Antonio Carlos Worms Till, diretor do Vita-Check Up Center e da AmCham Rio.

A preocupação é do tamanho do problema. A depressão será a doença mais comum do mundo até 2030, superando câncer e problemas cardíacos, indicam dados do mais recente estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Atualmente, 5% da população global - aproximadamente 350 milhões de pessoas – já sofrem com o distúrbio.

Crises econômicas, em geral, fazem com que funcionários se sintam ainda mais pressionados pelas empresas. E o medo de deixar o emprego é outro fator que pode gerar sintomas depressivos nos funcionários, explicou Márcia Merquior, psicanalista e diretora do Vita Check-Up Center: “Executivos que perdem as suas posições de poder podem enfrentar uma crise subjetiva de identidade”, disse Márcia.

A depressão também pode estar associada a outros problemas, como o alcoolismo e drogas. E ter consequências drásticas, como o suicídio. Entre as 28 mil pessoas atendidas anualmente pela prestadora de serviços de prevenção Optum, 5% tentaram acabar com suas próprias vidas. “Atendemos um caso de tentativa de suicídio em quase toda semana. O número é tão alarmante que algumas organizações já estão nos convidando para preparar gestores a identificar funcionários possivelmente depressivos”, apontou Carmem Cremonezi, gerente operacional sênior da Optum.

Filósofo, psicanalista e professor da Fundação Oswaldo Cruz, Carlos Eduardo Estellita Lins ressaltou a importância de debater o tema mais abertamente. “Estes profissionais com quadros depressivos merecem cuidado e atenção. É preciso se antecipar, olhar para o ambiente de trabalho e fazer uma política com soluções para estes problemas, que já são bem conhecidos”, disse Lins.

Programas de qualidade de vida nas empresas podem gerar bons resultados. A GlaxoSmithKline Brasil (GSK), por exemplo, oferece a seus funcionários palestras sobre alimentação saudável e sessões de massoterapia.

“Trabalho e qualidade de vida devem ser integrados. Por isso é tão importante proporcionar aos funcionários atividades estimulantes dentro e fora das empresas”, afirmou Tatiana Melamed, diretora de recursos humanos da GSK.


Saiba mais:
:: Confira as fotos do evento “Depressão: Desafio Contemporâneo, Desafio Corporativo”
http://bit.ly/1Kv4qbc

:: Antonio Carlos Worms Till, diretor do Vita Check-up Center, analisa os impactos da depressão no mundo corporativo
http://www.amchamrio.com.br/site-noticia?noticiaSite.id=776
Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.