Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Diretores da AmCham Rio recebem Marco Capute

25/06/2015 em Notícias
Secretário Desenvolvimento Econômico apresentou os projetos de PPPs que o governo do Estado do Rio está elaborando
Capute: O nosso objetivo é resgatar a indústria da inteligência no Estado, já que temos diversas universidades de ponta. Foto Divulgação Sedeis

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Marco Capute, apresentou, a cerca de 20 diretores da Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro (AmCham Rio), os principais projetos de parceria público-privada (PPP) que o governo do Estado do Rio está elaborando. A reunião foi realizada na última segunda-feira (22 de junho), na sede da AmCham Rio.

“O governo não tem um caminhão de dinheiro. Ao mesmo tempo, tem a responsabilidade e o compromisso de entregar os serviços à população. Diante disso, as PPPs são soluções mais estratégicas e transparentes”, disse Capute, citando projetos de saneamento da Baixada Fluminense, Itaboraí e São Gonçalo; verticalização dos batalhões da PM; modernização de escolas; melhoria dos serviços prestados à população via comunicação digital; Linha 2 e sobre o trajeto da Linha 3; e a de modernização do Centro Administrativo Lucio Costa (conhecido popularmente como Banerjão), entre outros.


“A empresa que definir o modelo das PPPs do Estado não poderá executar o projeto. Essa é uma medida que visa a atrair mais concorrentes, já que, após análise de exemplos passados, percebemos que há pouca disputa quando a empresa modeladora pode participar da concorrência. Nesses casos, há a tendência de ser elaborada uma modelagem que atenda às prioridades da empresa”, esclareceu o secretário.


O projeto de desenvolvimento de clusters para determinados segmentos, como o de subsea – que fornece equipamentos e serviços à indústria petrolífera –, também esteve na pauta. Capute afirmou, ainda, que trabalha para a entrada no Estado de novas indústrias nos setores de farmoquímica e de biotecnologia. “O nosso objetivo é resgatar a indústria da inteligência no Estado, já que temos diversas universidades de ponta”, afirmou.


De acordo com o secretário, o governo do Estado quer desburocratizar os processos para seguir as metas do Doing Business do Banco Mundial. “O Rio é a caixa de ressonância do Brasil. Assim, precisa ter uma ambiência de negócios moderna e ágil”, adiantou.


Além do presidente da AmCham Rio, Rafael Motta, estiveram presentes os diretores Alexandre Coelho de Botton, Amy Radetsky (consulado americano), Antonio Claudio Buchaul, Antonio Carlos Worms Till, Carlos Alexandre Guimarães, Hélio Blak, João César Lima, José Firmo, Manuel Domingues e Pinho, Manuel Fernandes, Maurício J. Vianna e Silva, Noel de Simone, Rafael Benke, Rafael Jaen Williamson, Rafael Sauer Eisenberg e Steven Bipes.

Outras fotos:
https://www.flickr.com/photos/amchamrio/sets/72157652741002313

Saiba mais:
http://www.rj.gov.br/web/sedeis/exibeconteudo?article-id=2472910
Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.