Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Coaching ganha espaço no Brasil

16/08/2013 em Recursos Humanos
Prática foi debatida no evento Coaching: Diferencial para tomada de decisões, promovido nesta quinta-feira (15) pelo comitê de Recursos Humanos da AmCham Rio

O mercado brasileiro está se
profissionalizando na incorporação de técnicas de desenvolvimento e retenção de
talentos, como é o caso do processo de coaching, que pode ajudar o gestor a maturar
ideias, clarear objetivos e conduzir as escolhas que dialoguem com o seu desejo.
Para entender como a prática funciona e aproximar o empresariado de seus
benefícios, a Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro realizou um evento
dedicado ao tema na última quinta-feira, 15 de agosto.



Terapeuta, consultor, mentor ou coach?
Há no mercado diferentes trabalhos no sentido de aprimorar a carreira. O
especialista em gestão de mudança organizacional Paul Dinsmore falou do impacto
positivo do coaching no ambiente empresarial. “É importante tentar descobrir o que
a pessoa gosta de fazer e encontrar a sua motivação. Desta forma, o resultado
do trabalho e da satisfação na vida pessoal, consequentemente, será melhor. Para
construir esse ambiente favorável é preciso promover um questionamento
interno”, explica.



Para o presidente da Lee Hecht
Harrison|DBM, José Augusto Lopes Figueiredo, que fundou no Brasil, em 2010, a
International Coach Federation (IFC), a maior associação global de coaches, o
trabalho é provocar o cliente a encontrar as respostas. “A proposta é fazer
perguntas para provocar a pessoa a encontrar o seu caminho. O coach é um
facilitador”, explicou. Segundo o executivo, nos Estados Unidos e na Europa,
atualmente, a média é de 40 coaches para cada um milhão de habitantes, enquanto
no Brasil esse número é de quatro coaches.



Segundo a presidente do comitê de
Recursos Humanos da AmCham Rio, Claudia Danienne Marchi, o coaching deve ser
aplicado para potencializar uma equipe e desenvolver talentos, como um senso de
prevenção. “O método deve ser utilizado de forma preventiva e não só para
apagar incêndios”, disse.



A ex-jogadora da seleção brasileira de
vôlei Carol Gattaz contou sua trajetória no esporte e como o coaching
contribuiu para seu desenvolvimento pessoal e profissional. “Meu primeiro coach
foi a minha mãe, quando iniciei minha carreira no esporte. Ela me incentivou e
através da reflexão me fez enxergar coisas que na época eu não percebia e,
assim, me ajudou a tomar as melhores decisões”, contou.



O IFC está presente em mais de 100
países, com cerca de 18 mil membros. O órgão estabelece padrões de qualidade
para certificação de programas independentes de treinamento em coaching e concede
o credenciamento a esses profissionais. No Brasil, o grupo conta com 400
membros, dos quais apenas 10% são certificados. 

O evento teve patrocínio do grupo Case Benefícios e Seguros. 







Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.