Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Bolsa Verde movimenta economia ambiental

15/08/2013 em Meio Ambiente
O diretor executivo da BVRio, Maurício Moura Costa, falou aos membros do comitê de Meio Ambiente da AmCham Rio sobre os objetivos da plataforma e suas áreas de atuação

Uma
bolsa de valores ambientais sem fins lucrativos que tem o objetivo de criar um
mercado de ativos ambientais como meio de promover a economia verde no Brasil.
Esta é a Bolsa Verde do Rio de Janeiro (BV Rio), lançada em 2012 com a meta de criar
uma plataforma eletrônica de negociação de ativos ambientais, a BVTrade.



O
diretor executivo da BVRio, Maurício Moura Costa, falou nesta quinta-feira (15)
aos membros do comitê de Meio Ambiente da Câmara de Comércio Americana do Rio
de Janeiro sobre os objetivos da plataforma e suas áreas de atuação.



Costa
explicou que a BVRio visa facilitar o processo de cumprimento das leis
ambientais no Brasil. A ferramenta é destinada para os setores público e empresarial
e negocia ativos referentes à recuperação de áreas florestais, tratamento de
resíduos, logística reversa, emissão de gases ou de efluentes, entre outros. “Pensamos
em como poderíamos aplicar a ideia do mercado de carbono para outras áreas de
finanças ambientais”, explicou.



Através
da BVTrade, os produtores e proprietários rurais podem realizar operações de
compra e venda de créditos resultantes da prestação de serviços ambientais ou
cotas referentes a uma atividade com impacto ambiental. A primeira iniciativa
lançada pela BVRio foram as Cotas de Reserva Ambiental, que possibilitam a
comercialização do excedente de reserva legal aqueles que possuem déficit. “A
BV Rio tem o papel de facilitar o comércio dessas questões. Criamos um local
onde os compradores e vendedores podem se encontrar”, explica.



Outra
ação desenvolvida pela BV Rio inclui a participação dos catadores de resíduos
na logística reversa. O projeto, em parceria entre o Movimento Nacional de
Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), prevê a emissão de créditos por
cooperativas de catadores que coletem e vendam os produtos para usinas de
reciclagem. Os créditos poderão ser comprados por indústrias e empresas que têm
a obrigação de realizar a logística reversa.



A
bolsa já possui hoje 1.250 participantes, 120 imóveis e 1,1 milhão de hectares
cadastrados. Entre as vantagens da plataforma, Costa destaca a possibilidade de
promover a atividade econômica do setor ambiental e criar uma rede de serviços
e fornecedores, além de fomentar uma nova cultura de valoração ambiental.



Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.