Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Inovação requer processos

12/03/2013 em Inovação
Não bastam boas ideias, é preciso saber gerenciá-las. É o que defende na entrevista a seguir o consultor especializado em Inovação, Clemente Nobrega, que fará palestra na Amcham Rio no próximo dia 18
A inovação pode ser uma boa ferramenta para revigorar e expandir os negócios, mas para que isso aconteça, as ações precisam ser planejadas e gerenciadas. É o que defende o especialista em Estratégia Empresarial e consultor especializado em Inovação, Clemente Nobrega, em entrevista à Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro.

Ele afirma que muitas empresas têm ideias boas, mas não conseguem colocar em prática por falta de gerenciamento. “Inovação tem que ser um processo sistematizado. Com metas e métricas como qualquer processo gerencial”, diz. Nobrega. Ele fará, na próxima segunda-feira, dia 18 de março, palestra na Amcham Rio, sobre os desafios das empresas para alcançar a inovação e como o seu método Innovatrix pode ajudar nesse processo.

Amcham Rio: Por que a inovação deve ser prioridade entre as empresas?

Clemente Nobrega: Por uma questão de sobrevivência. Quem não inova tem seu prazo de validade reduzido no mercado. Hoje, este tema pressiona demais os executivos porque é cada vez mais difícil obter a vantagem que leve o cliente a preferir sua empresa, ao invés da concorrente. Com a globalização e a entrada de competidores como Índia, China, Coreia e outros, é impossível obter uma vantagem minimamente sustentável sem inovar. A inovação ainda é mal entendida porque é associada a produtos geniais, como os da Apple, ou serviços fantásticos como os do Google. Mas a inovação pode ocorrer em produtos, serviços, modelos de negócio, processos de venda e mesmo processos operacionais. Inovação é multifacetada porque o tal “dinheiro novo” pode ser gerado de várias maneiras (basicamente: novos produtos, novos processos ou novas concepções de negócio). Para serem consideradas inovações, as ações têm que gerar dinheiro e representar um rompimento do molde até então estabelecido.

Amcham Rio: Quais são as principais dificuldades encontradas pelas companhias ao tentarem investir em inovação?

CN: As empresas carecem da falta de práticas sistemáticas para inovar. Elas não conseguem ir além dos programas de ideias que várias delas têm. Mas gerar ideias é a parte fácil da coisa. Toda empresa grande tem ideias em profusão. O que falta é disciplina gerencial para selecionar as mais promissoras, priorizá-las e transformá-las em protótipos para serem lançados no mercado. Inovação tem que ser um processo sistematizado. Com metas e métricas como qualquer processo gerencial.

Amcham Rio: O senhor acredita que a inovação deve ser gerenciada como um portfólio de investimentos. Qual a dica para as empresas darem o primeiro passo nesse sentido?

CN: As empresa precisam descobrir qual o seu perfil de risco e, a partir daí, escolher os tipos de protótipos que devem priorizar. Existem basicamente quatro opções para essas escolhas. Há os de menor e de maior risco, como em qualquer investimento. O que é importante é fazer escolhas orientadas por um método, e não ficar tomando iniciativas isoladas em busca da criação de um novo iPod ou iPhone. É estatisticamente impossível ter sucesso apostando em iniciativas assim. Os grandes inovadores do mundo empresarial o fazem utilizando metodologias precisas.

Amcham Rio: Quais as principais soluções e diferenciais que o seu método Innovatrix oferece para as empresas que querem implantar um sistema de gestão da inovação?

CN: O método Innovatrix é um conjunto de ferramentas e abordagens práticas que cobre todo o processo de inovação. É uma metodologia que tem oito etapas, vai desde a geração das ideias até as etapas seguintes, que são a priorização, transformação em protótipo, lançamento dos protótipos, avaliação no mercado, monitoramento e reinício do ciclo. Tudo gerenciado.

Leia também o artigo “Brasil: competitividade, gestão e inovação”, que Nobrega escreveu para a edição da revista Brazilian Business, de novembro/dezembro de 2012.
Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.