Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Parcerias e casos de Sucesso na área de Educação são tema de evento na Amch

03/08/2012 em Responsabilidade Socia Empresarial
O subsecretário de Novas Tecnologias Educacionais da Prefeitura do Rio, Rafael Parente; o diretor de Recursos Humanos da Dufry, Wagner Rezende; o diretor do CIEDS, Fabio Muller; e a gerente de Comunicação e Relações com a Comunidade da Chevron, Lia Blower debateram o tema

 











Por Giselle Saporito





Exemplos de sucesso na área de responsabilidade social de empresas voltados para a educação foram apresentados no “Ideas Exchange – Parcerias , Investimentos e casos de sucesso na área de Educação “, evento realizado  no dia 27 de julho,  pela Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro (Amcham Rio), por meio de seu Comitê de Responsabilidade Social Empresarial, que apresentou também ações de sucesso da Prefeitura do Rio na educação pública. O evento teve patrocínio da Chevron e do Ibeu e foi mediado pela chairperson do comitê, Silvina Ramal.



O gerente geral de Recursos Humanos da Dufry do Brasil, Wagner Rezende, falou sobre o Centro de Treinamento Administrativo (CTA) da empresa, que há 17 anos ministra cursos profissionalizantes para jovens de comunidades carentes da Ilha do Governador.  “O objetivo da Dufry é qualificar os jovens garantindo sua empregabilidade e permitindo a inclusão social”, disse Rezende, explicando que uma das exigências para participar da seleção para o curso é estar estudando. O curso tem duração de cerca de 8 meses e pretende oferecer uma formação complementar de conhecimentos específicos, como inglês básico, informática, varejo e administração, possibilitando o ingresso no mercado de trabalho. “Nós também fazemos todo um trabalho social, já que são jovens entre 16 e 18 anos que vivem dentro de um contexto de violência. Nosso maior objetivo é que eles ao final do curso possam ser sujeito e protagonistas de sua história e carreira. Nós queremos formar sujeitos que atuem nas suas próprias vidas além de ter sua empregabilidade”, destacou.



Rezende conta que é uma difícil tarefa escolher apenas 30 jovens por curso, já que a procura é grande.  Segundo ele, são dois meses de processo seletivo, onde primeiro são aplicadas provas de português, matemática e ciências, seguidas por uma dinâmica de grupo que acontece junto com uma avaliação da família, que deve ser participativa na vida do jovem.  As aulas são dadas por professores voluntários e muitos são funcionários da Dufry que, apoiados pela equipe pedagógica, passam aos jovens a sua experiência profissional. “A maioria dos alunos do CTA é aproveitada na empresa. Por isso, focamos muito no treinamento para o varejo. Mas mesmo os que não ficam conosco têm capacidade de sobra para entrar para o mercado de trabalho”, destaca.



O diretor executivo do CIEDS, Fabio Muller, falou sobre os projetos realizados pela ONG, que existe desde 1998 e hoje conta com o apoio de 400 empresas em mais de 300 projetos sociais. Segundo ele, a missão do CIEDS é a promoção de uma sociedade sustentável, com base no conhecimento, cooperação e o empoderamento das pessoas, visando uma escola pública de qualidade, repensando o modelo de educação integral que ultrapasse os muros da escola, pensando na pessoa como um todo. “Para isso acontecer é preciso uma ação conjunta, uma soma dos atores público, social e privado, onde cada um traz o seu potencial e a sua expertise para uma mesma mesa e compartilha, propiciando que o jovem se torne o protagonista de sua própria história”, disse. A ONG atua em 209 escolas municipais do Rio de Janeiro, em 50 bairros, onde é realizado um trabalho de valorização dos espaços democráticos, usando a realidade do local e a história dos lugares, com uma integração com a família. “O conteúdo é trabalhado dentro da realidade do aluno. Não dá para pensar em uma educação sem explicar o porquê do que está sendo ensinado”, destaca Muller, que acrescentou que o projeto também repensa o lado da cidadania e para isso utiliza a cidade como base. “Nós temos uma parceria com o Metrô que nos cede passes para que os alunos possam se locomover e visitar espaços da cidade como centros culturais, museus, monumentos dando a ele a oportunidade de conhecer a cidade onde mora, usando-a como processo educativo de retorno para a escola”, afirmou.  Muller disse ainda que o maior objetivo do projeto é fazer com que os alunos construam um projeto de vida, com uma continuidade para o ensino médio, com a visão de uma carreira e a realização de seus sonhos.



A gerente de Comunicação e Relações com a comunidade da Chevron Brasil Petróleo, Lia Blower, contou sobre as parcerias de sucesso que a empresa faz na área de Educação, que tem como foco gerar oportunidade econômica para mulheres no Rio de Janeiro e no Espírito Santo. “A mulher tem uma presença muito forte em áreas carentes, onde muitas vezes é a provedora da casa”. Ela explica que o Enter Jovem Plus tem como objetivo qualificar, dando uma educação profissional , colocando a pessoa dentro do mercado de trabalho. Está presente em 25 escolas estaduais em seis municípios. “Nossa preocupação é formar um cidadão que tenha capacidade de escolher uma profissão, principalmente permitindo o acesso à universidade e ao mercado de trabalho”, disse Lia que falou também sobre o projeto de empreendedorismo Mão na Massa, que já colocou muitas mulheres no mercado de trabalho. “Hoje nós temos 385 jovens capacitados, 216 inseridos no mercado de trabalho, 105 jovens universitários e 120 educadores capacitados”.



O secretário de Novas Tecnologias Educacionais da Prefeitura do Rio, Rafael Parente, falou da importância das parcerias com empresas privadas, ONGs e institutos que estão contribuindo para melhorar a qualidade da educação na cidade. “O poder público está longe de ter todas as competências e as empresas parceiras e ONGs têm muito a contribuir com a educação porque tem vários processos e ferramentas inovadores que melhoram a qualidade do ensino”, afirmou. Parente também destacou a importância da tecnologia como ferramenta de ensino e mostrou projetos digitais como a Educopédia, o Rio Educa e o Gente (Ginásio Educacional Novas tecnologias Educacionais), que são fruto de parcerias de sucesso.  “Nós temos que parar de achar que podemos fazer tudo sozinhos. Temos que repensar que para darmos um salto na qualidade da educação, precisamos de parceiros. Precisamos também nos beneficiar o máximo possível disso e fazer com que esses projetos ganhem escalas”, afirmou.

Confira as fotos do evento em:
http://www.flickr.com/photos/amchamrio/sets/72157630985042972/
Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.