Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Cônsul-geral dos Estados Unidos no Rio, James Story se despede do cargo

15/06/2018 em ENTREVISTA
Em entrevista à Brazilian Business, ele destacou iniciativas, parcerias e perspectivas que considera relevantes na relação entre os dois países.
Após três anos à frente do Consulado Americano no Rio de Janeiro, o cônsul James Story se despede do Brasil. Em entrevista à Brazilian Business, ele ressalta a criatividade e receptividade do carioca e se orgulha da duradoura relação entre Estados Unidos e Brasil.

Brazilian Business – Quais as iniciativas que considera de maior relevância durante sua gestão?

James Story – Os Jogos Olímpicos de 2016 deixaram um legado de cooperação nas áreas de Segurança Pública, Saúde e Negócios e, com certeza, continuarão a dar frutos nos próximos anos. O novo visto eletrônico e a aprovação pelo Congresso do acordo Céus Abertos continuará a unir nossos países e a trazer oportunidades comerciais. Nossos programas de ensino de inglês e intercâmbio de estudos levaram mais de 12 mil estudantes aos Estados Unidos e obtiveram sucesso ao trazer instituições americanas para o Brasil.

BB – De que forma a parceria entre Brasil e Estados Unidos impacta no futuro das relações comerciais entre os dois países?

JS – Nossa relação econômica é um dos pontos fortes do nosso intercâmbio, e vejo mais oportunidades surgindo em benefício dos dois países. Por exemplo, duas missões comerciais em novembro passado resultaram em inúmeras parcerias comerciais bem-sucedidas. Em 2017, 44 empresas brasileiras viajaram com o embaixador para o evento Select USA e, neste ano esperamos participação ainda maior. No setor de Óleo e Gás, empresas americanas, com seus parceiros aqui no Brasil, devem ter participação forte nos investimentos anuais, os quais aumentarão para cerca de 40 bilhões de dólares nos próximos anos, graças a leilões bem- sucedidos em 2017 e 2018. Companhias americanas investiram quase US$ 1 bilhão dos US$ 2,4 bilhões em bônus oferecidos na 15ª rodada de óleo e gás em março.

BB – Em sua opinião, quais as perspectivas das empresas americanas no país e o que ainda pode ser feito para que o Brasil atraia cada vez mais investidores americanos?

JS – O Brasil deu passos importantes que sinalizam abertura para novos negócios. Um bom exemplo é o acordo Céus Abertos, cuja aprovação estava há muito pendente. O visto eletrônico já resultou em aumento de quase 100% de viajantes dos Estados Unidos para cá. Esses tipos de liberalizacões que facilitam o intercâmbio de produtos, pessoas e ideias são essenciais para o Brasil crescer e para aumentar o interesse de empresas americanas em investir no mercado doméstico.
Agenda

mantenedores

OURO

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.