Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Transferência de tecnologia é tema de debate na AmCham Rio

23/08/2017 em Notícias
Evento reuniu especialistas para discutir importância do estímulo à pesquisa e à inovação
Fabiano Gallindo, da Firjan; Isabel Boardman, do Veirano Advogados; Dirceu Teruya, do INPI; e Andreia Gomes, do Subcomitê de Propriedade Intelectual
Na última quarta-feira, dia 16 de agosto, o Subcomitê de Propriedade Intelectual realizou o Ideas Exchange com o tema “A transferência de tecnologia no cenário brasileiro”, que debateu a dinâmica de contratação no Brasil e o papel estratégico da transferência de tecnologia na promoção de desenvolvimento e competitividade. Com abertura de Andreia Gomes, vice-presidente do subcomitê e sócia do Tozzini Freire Advogados, o evento teve palestras de Fabiano Gallindo, especialista de inovação da Firjan; Pedro Barroso, sócio do escritório BMA Advogados e membro do Subcomitê de PI; e Dirceu Teruya, coordenador-geral de contratos de tecnologia do INPI. A moderação foi feita por Isabel Boardman, associada do Veirano Advogados e membro do subcomitê.

Fabiano Gallindo ressaltou que, embora o Rio de Janeiro seja um cenário excelente para a área de inovação, as instituições não têm o hábito de trabalho em conjunto. “Temos 67 universidades particulares, da região de Paraty ao norte do Estado, e três agências públicas de fomento. Somos sede do BNDES, maior banco da América Latina; da FINEP, maior financiadora de estudos e projetos inovadores do Brasil; e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado - FAPERJ. E ainda temos dez universidades públicas, 26 incubadoras e três parques tecnológicos”, afirmou.

Segundo ele, mesmo empresas de grande porte carecem de mão de obra qualificada e de todos os ativos de conhecimento necessários para fazer acontecer a inovação dos próximos anos. “Ainda existe o mito de que o empresário precisa saber tudo. Na verdade, ele pode buscar parcerias com o núcleo de inovação tecnológica das universidades. Esse é o nosso maior desafio”, explicou.

Um dos tópicos abordados por Pedro Barroso foram os contratos de transferência de tecnologia. “Dentre esses contratos, podemos mencionar os contratos de cessão e licença de marcas, patentes e direitos industriais, os contratos de fornecimento de tecnologia, e os de serviços de assistência técnica, que também implicam a transferência de tecnologia”.

Já Dirceu Teruya explicou os procedimentos para averbação de licenciamento e cessão de direitos de propriedade industrial e de topografia de circuito integrado, e o registro dos contratos de serviços de assistência técnica e científica, fornecimento de tecnologia e franquia. Ele informou que, desde 1º de janeiro deste ano, os pedidos de averbação ou de registro devem ser apresentados por qualquer uma das partes, com os documentos necessários, além de serem protocolados por formulário eletrônico, conforme a Resolução 170/2017, do INPI.

Gallindo destacou as etapas que considera essenciais em projetos de inovação: descrever a empresa, a universidade com que pretende fazer parceria, o produto ou processo inovador, o público-alvo e os recursos financeiros. Além disso, é fundamental avaliar o impacto do projeto em geração de renda, emprego e imposto

Confira as fotos do evento: http://bit.ly/transferênciadetecnologia
Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.